quarta-feira, 4 de Agosto de 2010

Atum em Lata

Desta vez a Deco avaliou 20 marcas de atum enlatado. Além de avaliarem o que se encontra dentro da lata, também avaliaram a própria lata e ainda tiveram um tempinho para avaliar 7 empresas.

O que encontraram?
No geral, frescura, sal a mais e rótulos incompletos.

Dentro da lata, entre outros,
- "O mercúrio, metal pesado que se encontra no ambiente, tende a acumular-se em maiores concentrações nos peixes predadores e de maiores dimensões, caso do atum. A maioria das amostras apresentavam valores muito baixos."
- Identificaram as expécies de peixe, e só atum foi encontrado nas latas.
- Também verificaram "se substâncias nocivas que eventualmente estivessem na embalagem (Bisfenol-A, BFDGE e BADGE) podem migrar para o alimento." Não detectaram problemas.

A Lata, entre outros,
 - Falta informação sobre a origem e espécies de atum.
 - Certificação invisível na embalagem (p.e. a Calvo tem a certificação Dolphin Safe e a Rianxeira é certificada pelo Friend of the Sea, mas não fazem menção disso no rótulo).
.
As empresas
"A falta de transparência das 5 empresas que não responderam impediu a recolha de informação sobre outros países de origem do atum, além da Zona Económica Exclusiva dos Açores. As marcas internacionais divulgam uma política de sustentabilidade formal. A Calvo, por exemplo, focaliza-se no cumprimento das regras de pesca, impacto dos ecossistemas, operações de pesca e traçabilidade para assegurar o fornecimento de atum numa cadeia sustentável. As iniciativas das empresas para assegurar as boas práticas nos países em desenvolvimento são essenciais para reduzir os impactos negativos junto das populações. O corte e limpeza do atum, por exemplo, implicam resíduos e contaminação da água. Para tal, empresas internacionais recorrem a países onde as normas ambientais são mais débeis. Depois, importam as postas de atum limpas e cortadas."

(Clique para aumentar)

(Clique para aumentar)

Sempre optei por comprar atum que tivesse o selo Dolphin Safe e desde que tenho a lista vermelha, a atenção às espécies ameaçadas é redobrada. Mas a verdade é que muitas das latas que aparecem no mercado não nos informam da espécie do atum enlatado e muito menos da origem do mesmo. Costumava comprar a marca Nixe no Lidl (por ser o supermercado que está à frente no Rangking da Greenpeace, e porque disponibiliza a informação no rótulo da lata), mas não é nacional (ponto negativo). Por isso, recentemente mudei de marca, agora consumo a marca Santa Catarina - Bonito dos Açores (nacional!); esta marca é certificada pela Dolphin Safe (e realmente aparece na lista que o site disponibiliza) e pela Friend of the Sea, logo a espécie capturada não aparece na lista vermelha (mas mesmo assim conferi). A captura do atum é feita à cana nos mares dos Açores e preparado manualmente, logo é mais ecosustentável. Além disso também é mais saudável porque é enlatado em azeite e não em óleo, como acontece na maioria das marcas.
Mas tem um ponto negativo, algumas das latas (não o caso das que comprei) vêm embaladas em caixas de papel (completamente desnecessário).


Algo que penso estar faltar nas latas de atum e demais enlatados é preocupação para a consciencialização do consumidor para que este não deite o óleo pelo ralo. Infelizmente, ainda é possível assistir a caso destes apesar de hoje em dia existem imensos pontos de recolha (sinceramente em Coimbra é difícil de encontrar oleões da C.M., mas eles existem); além disso existem instituições/empresas que têm campanhas de recolha, por isso não há desculpas.

Sabia que? Apenas 1 litro de óleo pode poluir 10 000 litros de água!
Estimativas indicam que apenas 1% do óleo usado no mundo é tratado.


Óleos Alimentares - Pontos de recolha:
Municípios (directo)
Municípios (link para site das Câmaras)
Também pode doar a quem faz sabão e velas a partir de óleo usado, ou também pode experimentar fazê-lo.


Já agora se quiserem participar e assinar a petição de Greenpeace alertando as marcas Autralianas de atum, para acabarem com a pesca destrutiva é só clicar no selo abaixo. Obrigada!

Sem comentários:

Related Posts with Thumbnails